Com as restrições implementadas nas viagens de Portugal, as informações estão em constante atualização de acordo com as directivas e legislação em vigor. Consulte sempre as fontes oficiais ou o seu agente de viagem para mais informações.


VIAGENS Regresso a Portugal Continental: Desde 11 junho 2021 que passou a ser possível entrar em Portugal com teste antigénio negativo ao Covid '19, a ser efetuado (24 horas antes da partida) em farmácias ou laboratórios com relatório ou com o Certificado Digital Covid da UE (só é válido quando emitidos por países que fazem parte da União Europeia). No entanto, as regras dos aeroportos locais e companhias aéreas poderão ser diferentes.

Alojamento



ALOJAMENTO Portugal Continental

Por deliberação do conselho de ministros, desde o dia 10 de julho de 2021 que é obrigatório a apresentação de certificado digital COVID ou teste negativo (teste antigénio válido por 48h incluído à data de check in ou teste PCR com validade de 72h) para acesso às unidades hoteleiras ou alojamento local em todo território de Portugal continental.

Madeira

MADEIRA E PORTO SANTO

A Madeira é um destino seguro e a poucas horas de voo, com medidas de prevenção de COVID-19 implementadas para todas as ilhas.

Viajar para a Madeira [do Continente]: exigido teste PCR negativo à COVID-19 (efetuado nas 72h anteriores).
O custo do teste é suportado pelo Governo Regional da Madeira. Consulte a lista de laboratórios abrangidos aqui.
Todos os passageiros que desembarcarem nos aeroportos da Região Autónoma da Madeira estão sujeitos a uma triagem térmica.
Vacinados e doentes recuperados estão isentos de apresentar teste PCR negativo desde que apresentem documento médico a comprovar a sua situação (recuperada ou vacinada).
O que deve preencher: Antes de viajar deverá preencher e submeter um inquérito epidemiológico em www.madeirasafe.com.

VER MAIS INFORMAÇÕES

Açores

AÇORES

Os Açores é um destino seguro e a poucas horas de voo, com medidas de prevenção de COVID-19 implementadas para todas as ilhas.

Viajar para os Açores [do Continente]: exigido teste negativo à COVID-19 (efetuado nas 72h anteriores).
Certificado Digital COVID da UE de Vacinação: A partir de 1 de julho de 2021, todos os passageiros que viagem para, ou dentro dos Açores, e que sejam detentores do Certificado Digital Certificado Digital COVID da UE de Vacinação válido, isto é, 14 dias após a data da vacinação completa, já emitido pelas autoridades de saúde de cada país europeu, não necessitam de realizar testes de despiste para a infeção por SARS- CoV-2.   
Testes gratuitos: Os viajantes com origem em Portugal Continental e na Região Autónoma da Madeira podem efetuar gratuitamente os testes de despiste em laboratórios convencionados pelo Governo dos Açores. Consulte a lista de laboratórios abrangidos aqui.
Os resultados do teste são enviados diretamente ao passageiro e à Direção Regional da Saúde.
O que deve preencher: Antes da viagem deve ser preenchido o Questionário de Avaliação de Risco e Deteção Precoce aqui e uma Declaração à chegada.
Estadia superior a sete dias: passageiro deve contatar a autoridade de saúde do concelho em que está alojado no 6º e 12º dias, respetivamente, a contar da data de realização do teste de despiste ao SARS-CoV-2, para realização de novo teste. Este despiste é promovido pela autoridade de saúde local sendo o resultado comunicado pela mesma entidade.

VER MAIS INFORMAÇÕES

São Tomé

CABO VERDE

A proximidade e o calor de Cabo Verde, onde as extensas praias de água quente, e a simpatia do povo, se tornam um porto de abrigo seguro, com protocolos COVID-19 fortemente implementados.

Viajar para Cabo Verde [de Portugal]: entrada autorizada com teste negativo de antigénio (efetuado nas 48h anteriores) ou PCR à COVID-19 (efetuado nas 72h anteriores) aos passageiros a partir dos 7 anos.
Certificado Digital COVID: passageiros portadores do Certificado de Vacinação COVID não necessitam de apresentar teste de despiste.
O que deve preencher: Necessário apresentação de comprovativo de pré-registo de viagem feito online e preenchimento formulário de vigilância e controlo Sanitário preenchido online ou a bordo do avião.
Obrigatório uso de máscara no espaço público.

Regressar a Portugal [de Cabo Verde]: deverá efetuar o teste antigénio (efetuado nas 48h anteriores) ou PCR à COVID-19 (efetuado nas 72h anteriores) aos passageiros a partir dos 12 anos (inclusive). Só são aceites testes rápidos de antigénio que constem da lista acordada pelo Comité de Segurança da Saúde da União Europeia.
Poderá ser realizado na clinica privada Clinitur ou na Clinica de Santa Maria.
Os cidadãos portugueses ou estrangeiros com residência permanente em Portugal, que viajarem sem o teste PCR serão imediatamente submetidos a teste no aeroporto, sendo que o custo do mesmo será imputado ao próprio passageiro (100€).
Certificado Digital COVID da UE: A apresentação de Certificado Digital COVID da UE, à chegada a Portugal Continental, dispensa a realização de testes para despistagem da infeção por SARS-CoV-2 por motivos de viagem.   

VER MAIS INFORMAÇÕES

Cuba

CUBA

A saúde é uma prioridade nacional, com aposta na prevenção, por isso Cuba teste todos os viajantes para que possam usufruir de tudo o que o destino tem para oferecer.

Viajar para Cuba [de Portugal]: exigido teste negativo à COVID-19 (efetuado nas 72h anteriores). As crianças não estão dispensadas de fazer o teste
Necessária declaração sanitária, com a localidade da estadia em Cuba (Health Declaration Card).
É também exigido seguro médico que cubra a COVID-19.
Na entrada em Cuba poderá ser efetuado um teste à COVID-19 com resultado no dia seguinte à chegada (gratuito).

Regressar a Portugal [de Cuba]: exigido teste à COVID-19 com resultado negativo(efetuado até 72h antes da partida).

VER MAIS INFORMAÇÕES

Dubai

DUBAI

O Dubai é um destino seguro com rigorosas medidas de higiene e prevenção de COVID-19 e um sistema de saúde de excelência.

Viajar para o Dubai [de Portugal]:Todos os passageiros a chegar ao Dubai a partir de qualquer ponto de origem (incluindo países do CCG) deverão possuir um certificado de teste PCR negativo, cujo teste deverá ter sido realizado não mais de 72 horas antes da hora de partida. Os certificados COVID-19 negativos deverão estar impressos em inglês ou árabe (a data e a hora do teste devem ser especificadas). O certificado impresso deve ter um código QR válido. Não serão aceites quaisquer certificados escritos à mão, por SMS ou digitais.
Poder-lhe-á ser solicitado que realize outro teste nos Aeroportos do Dubai após a chegada, se viajar de determinados destinos ou se demonstrar sintomas de COVID-19 à chegada. Todos os viajantes deverão consultar os requisitos do país do qual estão a partir.
Crianças com menos de 12 anos de idade e passageiros com incapacidade grave ou moderada estão isentos de teste PCR.
Certifique-se de que possui seguro médico de viagem com cobertura internacional que cubra a COVID-19 antes de viajar.

Regressar a Portugal [do Dubai]: deverá efetuar o teste à COVID-19 (efetuado nas 72h anteriores).
Poderá ser realizado no Dubai (no hotel ou hospital) com marcação prévia e pagamento direto que ronda os 82 dólares.

VER MAIS INFORMAÇÕES

Madeira

ESTADOS UNIDOS DA AMÉRICA

Os Estados Unidos da América prevêem abrir fronteiras a viajantes internacionais a partir do dia 8 de novembro de 2021.
Viaje para o país onde as pessoas e a culturas se conetam, com todo o glamour das cidades grandes e o charme das cidades pequenas.

Viajar para EUA [de Portugal]: exigido teste negativo à COVID-19 (efetuado nas 72h anteriores) ou documentação de entidade de saúde certificada que ateste a recuperação total à COVID-19 até 90 dias antes da viagem.
Deverá ainda preencher o documento que atesta uma das duas opções acima mencionadas.

Regressar ao Continente [dos EUA]: é exigido a apresentação do Certificado Digital Covid da UE, à chegada a Portugal Continental, que dispensa a realização de testes para despistagem da infeção por SARS-CoV-2. São exceção as crianças que não tenham completado os 12 anos de idade.

VER MAIS INFORMAÇÕES

São Tomé

GRÉCIA

Um país de tradições repleto de cultura, arquitetura e arte, a Grécia apresenta-se como um destino seguro, com protocolos COVID-19 fortemente implementados.

Viajar para a Grécia [de Portugal]: exigido teste negativo à COVID-19 (efetuado nas 72h anteriores) ou caso já tenha sido vacinado, deverá apresentar o respetivo certificado de vacinação emitido por uma autoridade competente, em inglês e o nome completo deve corresponder ao do passaporte ou outro documento de viagem. Deve ser preenchido o formulário PLF aqui.
Não existe necessidade de quarentena caso sejam confirmadas as questões acima.
À chegada estão instaurados rastreios sanitários aleatórios. Se o passsageiro for selecionado, o rastreio é obrigatório e as autoridades reservam-se ao direito de recusar a entrada no país caso o passageiro se negue a efetuar este procedimento. A seleção é feita através de um sistema de amostragem orientado, baseado no sistema EVA utilizado no verão de 2020.   

Regressar a Portugal [da Grécia]: deverá efetuar o teste laboratorial (RT-PCR) para rastreio de infeção por SARSCoV-2, com resultado negativo (efetuado nas 72h anteriores). Durante o embarque para Portugal, terá de apresentar o Cartão de Localização de Passageiro devidamente preenchido, exigido pela DGS.

VER MAIS INFORMAÇÕES

Maldivas

MALDIVAS

As Maldivas preparam-se para continuar a proporcionar as férias de sonho aos seus visitantes, com medidas de prevenção de COVID-19 e acesso a serviços médicos.

Viajar para as Maldivas [de Portugal]: exigido teste negativo à COVID-19 (efetuado nas 96h anteriores) em inglês para todos os passageiros (não vacinados e vacinados que tenham completado ambas as doses de vacinação). 
O que deve preencher: Necessária declaração sanitária (Health Declaration Card) 24h antes da partida (na ida e no regresso a casa, e ainda antes de sair da ilha de Malé para o atol onde se encontra o hotel escolhido) e cartão de imigração (Immigration Arrival Card).
Sintomas Covid: Caso os viajantes revelem sintomas de COVID-19 à chegada, terão de ser testados à sua própria custa no aeroporto das Maldivas.
Escala superior a 24h: necessário realização de novo teste.
Estadia única: alguns hotéis obrigam a novo teste no check-in. O custo é suportado pelo cliente, pago diretamente no hotel.
Estadia em mais que um hotel: obrigatório teste à saída de um hotel antes da entrada no seguinte (exceto hotéis da mesma unidade hoteleira). O custo é suportado pelo cliente, pago diretamente ao profissional de saúde. 

Regressar a Portugal [das Maldivas]: deverá efetuar o teste PCR (efetuado nas 72h anteriores) ou teste Antigénio (desde 11 junho que passou a ser possível entrar em Portugal com teste antigénio negativo efetuado 24h antes da partida. Recomendamos um PCR em vez de um antigénio uma vez que os testes rápidos ainda não estão disponíveis no aeroporto de Malé. Todos os passageiros (no caso da Emirates, incluindo crianças) têm de apresentar teste PCR. O cliente deverá fazê-lo nas Maldivas. Poderá ser agendado e realizado atempadamente no próprio hotel.
O que deve preencher: Os passageiros devem preencher o Traveler Health Declaration aqui (24h antes da partida) e o cartão de imigração (Immigration Arrival Card).

VER MAIS INFORMAÇÕES

Madeira

MALTA

Repleta de história, Malta é uma ilha que nos leva a viajar no tempo e que nos faz sentir seguros com as suas medidas de prevenção de COVID-19.

Viajar para Malta [de Portugal]: é exigido aos adultos que sejam portadores do Certificado Digital Europeu onde consta que foram vacinados com 2 doses e com mais de 14 dias após a toma da última dose da vacina. As crianças dos 5 aos 11 anos devem apresentar teste PCR negativo (efetuado nas 72h anteriores). As crianças com menos de 5 anos não precisam de teste.
É obrigatório o uso da máscara em espaços públicos fechados ou ao ar livre para todas as pessoas com mais de 3 anos.
O que deve preencher: deverá ser preenchido o Formulário de localização Passageiros e Declaração Saúde Pública ou o Formulário de Localização de Passageiros aqui.

Regressar ao Continente [de Malta]: é exigido a apresentação do Certificado Digital Covid da UE, à chegada a Portugal Continental, que dispensa a realização de testes para despistagem da infeção por SARS-CoV-2. São exceção as crianças que não tenham completado os 12 anos de idade.

VER MAIS INFORMAÇÕES

Madeira

MARROCOS

Um país que junta riqueza patrimonial e cultural das antigas cidades imperiais à fantástica paisagem das montanhas do Atlas e ao misticismo da entrada no deserto do Sahara e que apresenta um conjunto de medidas de prevenção de COVID-19 que nos faz sentir seguros.

Viajar para Marrocos [de Portugal]: Viajantes vacinados ou portadores de certificado, atestando que a pessoa está vacinada com uma das vacinas aceites em Marrocos, estão isentos de quarentena e devem adicionalmente apresentar teste PCR negativo, com QR CODE (efetuado 48h anteriores).
Pessoas não vacinadas ou vacinadas incompletamente devem efetuar uma quarentena controlada de 10 dias, apresentando um teste PCR negativo (efetuado 48h anteriores), uma declaração de honra preenchida e assinada para um confinamente de 10 dias e um voucher que confirme este confinamento nos hotéis previamente designados por autoridades marroquinas. Um teste PCR de controlo é obrigatório no 9º dia.

Regressar ao Continente [de Marrocos]: é exigido a apresentação do Certificado Digital Covid da UE, à chegada a Portugal Continental, que dispensa a realização de testes para despistagem da infeção por SARS-CoV-2. São exceção as crianças que não tenham completado os 12 anos de idade.

VER MAIS INFORMAÇÕES

República Dominicana

MÉXICO

Um lugar mágico cheio de história, tradições, cultura, deliciosa gastronomia e praias de água azul turquesa que esperam por si!

Viajar para o México [de Portugal]: não é exigido teste negativo à COVID-19.
O que deve preencher: Passageiros de nacionalidade portuguesa, deverão preencher um formulário em formato digital, Passenger-Locator-Card, 24h antes da partida aqui.

Regressar a Portugal [do México]: No regresso a Portugal (em voo direto) passageiros com Certificado de Vacinação (EU DCC) serão aceites para embarque ficando isentos de apresentarem teste de Antigénio ou PCR. Restantes passageiros devem apresentar teste PCR negativo (72h antes do embarque) ou teste Antigénio negativo (48h antes do embarque).

VER MAIS INFORMAÇÕES

República Dominicana

REPÚBLICA DOMINICANA

O mar das Caraíbas está pronto para mergulhos! Se necessário, a Dominicana tem preparados KITs Covid-19 e realização teste nos hotéis, com agendamente prévio.

Viajar para a República Dominicana [de Portugal]: não é exigido teste negativo à COVID-19 nem apresentação do Certificado de Vacinação. Porém à chegada ao aeroporto é medida a temperatura a todos os passageiros.
Em lugares públicos como lojas, bancos, restaurantes, centro comerciais, discotecas, bares e outros locais públicos fora do hotel, será solicitada a apresentação do Certificado de Vacinação.
O que deve preencher: Declaração de Saúde do Viajante e fornecer os dados de contato por 30 dias e Formulário Digital para entrada e saída da República Dominicana aqui.
Para os passageiros de nacionalidade portuguesa, deverão também preencher o formulário em formato digital, Passenger-Locator-Card, 24h antes da partida aqui.

Regressar a Portugal [da Rep. Dominicana]: No regresso a Portugal (em voo direto) passageiros com Certificado de Vacinação (EU DCC) serão aceites para embarque ficando isentos de apresentarem teste de Antigénio ou PCR. Restantes passageiros devem apresentar teste PCR negativo (72h antes do embarque) ou teste Antigénio negativo (48h antes do embarque).
Poderá ser agendado e realizado atempadamente no próprio hotel, tendo um custo de US$ 70 ou $ 4,300.00 pesos dominicanos.

VER MAIS INFORMAÇÕES

São Tomé

TURQUIA

Com a sua vasta oferta cultural, histórica e gastronómica, a Turquia apresenta-se como um destino seguro, com protocolos COVID-19 fortemente implementados.

Viajar para a Turquia [de Portugal]: exigido teste negativo à COVID-19 (efetuado nas 72h anteriores) aos passageiros a partir dos 7 anos. 
O que deve preencher: Nessas mesmas 72h que antecedem o voo, todos os passageiros que tenham como destino final a Turquia devem preencher um formulário online. Após o preenchimento do formulário é automaticamente atribuído ao passageiro um código HES, necessário na Turquia para estadias, viagens e entrada em alguns edifícios. O mesmo deverá ser apresentado no momento do check-in, em formato de papel ou digital. 
Isenção teste: Quem for portador de um documento válido, emitido pelas autoridades oficiais portuguesas a informar que foi vacinado à pelo menos 14 dias antes da chegada à turquia ou que tenha recuperado da doença à menos de 6 meses, não necessitam de fazer teste PCR.
Obrigatório uso de máscara no espaço público.
Importante: 
- Quem tenha visitado países como Brasil, Reino Unido, Dinamarca ou África do Sul, 10 (ou menos) dias antes da viagem para a Turquia, terá de ficar em quarentena 14 dias. Após esse período, terá de fazer um teste PCR e só após resultado negativo, poderá circular em território turco.
- Clientes de nacionalidade brasileira que residam em Portugal, que viajem com o documento de identificação brasileiro (passaporte) poderão ser forçados a fazer quarentena.

Regressar a Portugal [da Turquia]: deverá efetuar o teste laboratorial (RT-PCR) para rastreio de infeção por SARS CoV-2, com resultado negativo (efetuado nas 72h anteriores). Poderá ser realizado durante o circuito, com um custo de €40, a ser pago localmente.
O que deve preencher: deve ser preenchido o Cartão de Localização de Passageiro, exigido pela DGS.

VER MAIS INFORMAÇÕES

São Tomé

BALI

Bali é uma ilha repleta de cultura e património e com uma beleza incomparável que não pode deixar de visitar, agora que reabriu aos turistas.

Viajar para Bali [de Portugal]: exigido visto válido para o efeito (devem contatar a Embaixada da Indonésia no país de residência), comprovativo de vacinação completa redigido em inglês, teste negativo à COVID-19 (efetuado nas 72h anteriores), detenção de seguro de viagem com cobertura de 100 000 USD que abranja o tratamento da Covid-19 num hospital indonésio, apresentação de confirmação/reserva de acomodação durante a estadia na Indonésia e efetuar registo prévio na app PeduliLindungi.
Quarentena e testes adiconais: À chegada, são cumpridos 5 dias de quarentena em hotéis designados pelas autoridades e por conta dos visitantes, bem como realizados dois testes RT-PCR adicionais, um após o desembarque e um segundo no quarto dia de quarentena. Caso algum dos testes tenha resultados positivo, a quarentena pode ser extendida e transferida para outro local. Todos os custos com a quarentena e testes são feitos às expensas dos turistas.

Regressar a Portugal [de Bali]: deverão efetuar o teste antigénio (efetuado nas 48h anteriores) ou PCR à COVID-19 (efetuado nas 72h anteriores) todos os passageiros a partir dos 12 anos (inclusive). Só são aceites testes rápidos de antigénio que constem da lista acordada pelo Comité de Segurança da Saúde da União Europeia.
Certificado Digital COVID da UE: A apresentação de Certificado Digital COVID da UE, à chegada a Portugal Continental, dispensa a realização de testes para despistagem da infeção por SARS-CoV-2 por motivos de viagem.

VER MAIS INFORMAÇÕES